Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Qual o seu melhor email?

Você sabia que é possível unir Treinamento Funcional e caminhada no planejamento de exercícios de um aluno?

A caminhada é uma prática muito comum e pode ser a porta de entrada para a prática de outros esportes, além de ser a maneira mais simples de vencer o sedentarismo. O importante é que a pessoa caminhe rápido para que consiga atingir a zona de resistência, que corresponde a 60/70% da frequência cardíaca máxima, por no mínimo 30 minutos para que haja eficiência no consumo de ácido graxo.

O Treinamento Funcional surgiu para agradar todos que procuram um exercício diferente dos tradicionais encontrados nas academias. É um treino muito mais dinâmico, que foca em exercitar o corpo inteiro ao invés de apenas uma região, reproduzindo movimentos comuns do nosso dia a dia como agachar, pular, correr, puxar, empurrar, entre outros.

A união destes exercícios físicos fará com que você comece a se desafiar, a sentir o comportamento e a evolução do seu corpo com uma rotina bem planejada. Continue lendo para saber tudo sobre unir Treinamento Funcional e caminhada!

Benefícios da caminhada

Apesar da caminhada ser uma atividade leve, ou seja, pouco intensa, normalmente ela promove um gasto energético menor do que outras atividades, como o Treinamento Funcional, porém se a caminhada for estruturada e planejada seus benefícios são:

__CONFIG_colors_palette __ {"active_palette": 0, "config": {"colors": {"62516": {"name": "Main Accent", "parent": - 1}}, "gradients": []}, " paletas ": [{" nome ":" Paleta padrão "," valor ": {" cores ": {" 62516 ": {" val ":" rgb (195, 29, 13) "," hsl ": {" h ": 5," s ": 0,875," l ": 0,4078}}}," gradientes ": []}}]} __ CONFIG_colors_palette__
SAIBA MAIS

Emagrecimento

Seu organismo está acostumado a gastar uma determinada quantidade de energia e começa a caminhar, esse estímulo faz o seu corpo ter uma maior demanda calórica que causa uma queima de gorduras devido a aceleração do metabolismo causada pelo aumento na circulação, respiração e atividade muscular.

Condicionamento cardiorrespiratório

O sistema cardiorrespiratório é muito beneficiado quando começamos a caminhada, as trocas gasosas são aumentadas, tornando os pulmões mais fortes, seus brônquios se dilatam com mais facilidade e se tornam mais eficientes.

Durante a caminhada, o fluxo de sangue aumenta, levando os vasos sanguíneos a se expandirem, diminuindo a pressão e fazendo com que as válvulas do coração trabalhem mais, melhorando a circulação de hemoglobina e a oxigenação do corpo.

Melhora o cérebro

De acordo com alguns estudos, adultos que caminharam por 40 minutos, três vezes por semana, durante um ano, exibiram crescimento na região de seu hipocampo cerebral.

Essa região é associada à memória espacial. Isso significa que o simples ato de caminhar algumas vezes por semana ajuda a melhorar a função cerebral, prevenindo o Alzheimer e outras doenças no cérebro que podem aparecer com o avançar da idade.

Melhora a qualidade do sono

Caminhar aumenta os níveis de serotonina, é esse neurotransmissor que faz com que os neurônios passem sinais entre si. Entre suas funções está a regulação do ritmo cardíaco, do sono, do apetite, do humor, da memória e da temperatura do corpo. Ter essa substância em equilíbrio é fundamental para uma vida feliz e bem disposta.

Quem pratica exercício físico tem menos dificuldades em adormecer, acabando por ter um sono mais profundo e reparador e não podemos esquecer que é durante a noite que ocorre o pico de produção de GH (Hormônio do Crescimento), que tem papel fundamental no processo de renovação celular e na construção dos músculos.

Ossos mais fortes

O baixo impacto da caminhada estimula os osteócitos, células responsáveis pela formação dos nossos ossos. Caminhe com roupas leves e que deixem seu corpo um pouco exposto ao sol pela manhã ou no final da tarde para melhorar a produção de Vitamina D, essencial para absorção de Cálcio, que representa 70% da nossa composição óssea.

Benefícios do Treinamento Funcional

Trabalhar o corpo de uma forma completa, sem isolar os movimentos de músculos e articulações, além do trabalho de força, vai exigir e garantir mais flexibilidade e equilíbrio para o corpo.

O Treinamento Funcional é uma alternativa segura com impactos positivos sobre a massa muscular, força e potência muscular, resistência cardiorrespiratória, flexibilidade, equilíbrio e cognição.

Fortalece o Core 

Um dos pilares do Treinamento Funcional é o fortalecimento dos músculos do abdômen, quadris e região lombar e a estabilização da coluna vertebral, o indivíduo que não tem esta base pode comprometer os movimentos das pernas e braços. Isso porque a maioria dos músculos são interligados à coluna ou à pelve. O core com instabilidade sem um tônus diminui a potência dos movimentos corporais, sua amplitude e controle, prejudicando a execução de todos os movimentos.

Aumenta a resistência e a força muscular

O Treinamento Funcional é uma das portas para importantes modificações morfológicas, neuromusculares e fisiológicas com benefícios satisfatórios aos componentes da aptidão física em relação à saúde, sendo visível o desenvolvimento da aptidão muscular (força e resistência), aumento da massa muscular (hipertrofia) e melhoria da função física (desempenho das atividades do dia-a-dia).

Para a aquisição de autonomia de movimentos, é necessário amplitude de movimento, mobilidade articular, força e resistência muscular, bem como a habilidade de coordenar o movimento, alinhar o corpo e reagir quando o peso ou parte do corpo se desloca em uma variedade de planos. É isso que o Treinamento Funcional proporciona através dos exercícios flexíveis, integrados, ilimitados e multiplanares.

Melhora o condicionamento do sistema cardiorrespiratório

O treinamento acelera os batimentos cardíacos, exige mais fôlego, aumenta o volume sanguíneo e a captação de ar. Com isso, capacita os pulmões e o coração para trabalharem melhor e mais eficientes, diminui a incidência de doenças como Diabetes e Hipertensão, melhora a densidade óssea, auxilia no controle dos níveis de colesterol, pressão sanguínea e triglicérides e, ainda, melhora a capacidade de desempenhar as atividades cotidianas com melhor qualidade.

Emagrecimento

Diminui o percentual de gordura e aumenta o percentual de massa magra, aumentando a taxa metabólica graças ao trabalho de diversos músculos, como os dos membros inferiores, superiores e abdominais.

O dinamismo nos exercícios exige um grande gasto calórico e tonificam os músculos, contribuindo assim, para um emagrecimento saudável.

Por que e como unir Treinamento Funcional e caminhada

Quem tem o hábito de praticar atividades físicas, por mais dinâmico que o exercício seja, muitas vezes percebe que o treino acaba caindo na rotina por ser uma atividade isolada.

Ao unir Treinamento Funcional e caminhada, a tendência é planejar os movimentos de acordo com os seus diferentes tipos de objetivos, desde que tenha uma organização para potencializar os benefícios, além do treino ficar leve e divertido e super diversificado.

A maneira mais correta de combiná-los é montar uma planilha e periodizar de acordo com cada objetivo e disponibilidade de tempo, isso porque os treinos são mais longos.

A duração da caminhada pode variar de 30 a 60 minutos, não considerando o aquecimento e a fase de desaquecimento, bem como o treino funcional.

Conclusão

A caminhada traz diversos benefícios ao corpo humano (físicos e psicológicos). Ajuda na prevenção de doenças, principalmente as cardiovasculares, como a Hipertensão, fortalece os músculos, melhora a memória e colabora para a perda de peso quando seus batimentos cardíacos aumentam com uma caminhada rápida e você permanece em um ritmo constante.

O Treinamento Funcional é uma forma eficaz de ajudar a melhorar as habilidades utilizadas na vida cotidiana ou em atividades específicas, além de ajudar a desenvolver outras habilidades físicas, como força, flexibilidade, equilíbrio, resistência muscular e muito mais.

Uma atividade que deve envolver integralmente o trabalho físico, respeitar as limitações de cada pessoa, com base na função e especificidade, para alcançar resultados positivos. Com a união de Treinamento Funcional e caminhada, é possível tirar proveito do que cada um oferece de melhor.

 

Referências

BOYLE, Michael. Avanços no treinamento funcional. Porto Alegre: Artmed, 2015.

Erickson, K I et al. “Physical activity predicts gray matter volume in late adulthood: the Cardiovascular Health Study.” Neurology vol. 75,16: 1415-22, 2010.

D’ELIA, Luciano. Guia completo de treinamento funcional. São Paulo: Phorte, 2017.

LIU, Chiung-ju; SHIROY, Deepika M.; JONES, Leah Y.; CLARK, Daniel O. Systematic review of functional training on muscle strength, physical functioning, and activities of daily living in older adults. Eur Rev Aging Phys Act., v. 11, p. 95-106, 2014.

RESENDE-NETO, Antônio Gomes; SILVA-GRIGOLETTO, Marzo Edir da; SANTOS, Marta Silva; CYRINO, Edilson Serpeloni. Treinamento funcional para idosos: uma breve revisão. R. bras. Ci. e Mov., v. 24, n. 3, p. 167-177, 2016.