Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Qual o seu melhor email?

O treinamento funcional é uma proposta de modalidade muito interessante para todas as pessoas que buscam melhorar a condição e as capacidades físicas aliado ao aprimoramento dos movimentos. Com isso, os exercícios de cardio são fundamentais para aumentar o gasto calórico e, consequentemente, a performance dos treinos. 

Um tipo de treinamento muito utilizado na área desportiva, tem como objetivo a melhora do desempenho esportivo e do gesto, podendo ser direcionada de acordo com a característica de cada esporte.

Contudo, para alcançar os objetivos dentro do treinamento funcional, é necessário entender o que é ser funcional, quais são os melhores exercícios de cardio e, com isso, como esta metodologia pode proporcionar inúmeros benefícios para os atletas, dentre eles a melhora da resistência cardiovascular.

Qualquer pessoa que pratica determinado esporte e deseja melhorar seus resultados com auxílio nos aspectos técnicos e fisiológicos, pode realizar o treinamento funcional.

As modalidades desportivas, sejam elas de caráter individual ou coletivo, requerem resistência cardiovascular específica. A demanda de energia que irá modificar depende da característica do esporte, mas é uma capacidade que deve ser treinada em todas as modalidades.

__CONFIG_colors_palette __ {"active_palette": 0, "config": {"colors": {"62516": {"name": "Main Accent", "parent": - 1}}, "gradients": []}, " paletas ": [{" nome ":" Paleta padrão "," valor ": {" cores ": {" 62516 ": {" val ":" rgb (195, 29, 13) "," hsl ": {" h ": 5," s ": 0,875," l ": 0,4078}}}," gradientes ": []}}]} __ CONFIG_colors_palette__
SAIBA MAIS

Por isso, entenda neste texto quais os melhores exercícios de cardio para os atletas profissionais. Boa leitura!

Treinamento Funcional para atletas e a importância dos exercícios de cardio

O que é ser funcional? Se você perguntar para 10 pessoas esta definição, terá 10 respostas diferentes. Ser funcional é ser livre e desempenhar movimentos de maneira organizada, em relação às funções sistêmicas – é conseguir ser eficaz para executar tarefas com a melhor produtividade, conforto e o mínimo de gasto energético.

A partir desta definição, podemos observar que o treinamento funcional pode auxiliar a todos que buscam a melhora do desempenho, incluindo os atletas amadores e profissionais. Então, para um corpo ser “funcional”, é necessário a interação entre a parte física, psicocognitiva, observar as condições de saúde e o contexto ambiental que a pessoa vive.

A maioria dos jogos e competições possuem características posturais em pé, sobre os pés, com flexões, extensões e rotações em vários planos de movimento. O treinamento funcional para atletas surgiu de uma “parte” do treinamento desportivo, mais especificamente uma mistura de preparação física com a preparação técnica. Este treinamento é orientado para a obtenção de uma resposta favorável e apropriada ao esporte.

O treinamento funcional tem como objetivo traçar através de um planejamento lógico e evolutivo, melhorar as capacidades físicas do indivíduo, com movimentos multiplanares e integrados.

E quais são estas capacidades físicas? 

São sete: 

  • Resistência;
  • Força;
  • Velocidade;
  • Flexibilidade;
  • Agilidade;
  • Coordenação motora;
  • Equilíbrio.

Qual é a função dos exercícios de cardio no desempenho esportivo?

Os exercícios de cardio trabalham a resistência física, que é a capacidade de sustentar um movimento em determinado tempo e esta capacidade está intimamente ligada aos sistemas cardiovascular, muscular e respiratório. 

Portanto, treinando a resistência física, aprimora-se o condicionamento físico e consequentemente a produção de mais energia para o esporte. Como resultado, haverá melhor desempenho e rendimento esportivo.

Os exercícios cardiovasculares, além da melhora do rendimento em determinado esporte, contribui para várias modificações positivas a nível fisiológico como: 

  • Controle dos níveis de açúcar no sangue;
  • Diminuição do risco de hipertensão;
  • Auxilia no controle da frequência cardíaca;
  • Controle do peso corporal.

O que são exercícios de cardio?

Os exercícios de cardio são aqueles que têm como característica principal a manutenção do esforço físico pelo máximo de tempo possível, envolvendo massas musculares importantes e todo o sistema cardiovascular e respiratório. 

O exercício físico provoca modificações morfológicas e funcionais através do ciclo de estresse fisiológico, pela elevação das demandas energéticas e, posteriormente, a recuperação. Quando determinada modalidade esportiva apresenta um ritmo cíclico por um período prolongado, melhora o retorno venoso e aumenta o volume de sangue no ventrículo esquerdo.

Especificamente os exercícios de cardio, envolvem vários sistemas fisiológicos atuando em conjunto. São eles: musculoesquelético, cardiovascular, respiratório, metabólico e sistema nervoso autônomo.

As principais adaptações cardíacas induzidas pelos exercícios cardiovasculares são: mudança na função diastólica, aumento dos biomarcadores cardíacos, bradicardia 5 a 8 dias após o exercício, e redução da pressão arterial sistólica e diastólica após o exercício. 

Benefícios dos exercícios de cardio em atletas 

Trabalhar a resistência cardiovascular proporcionará ao atleta:

  • Aumento da sua capacidade em realizar os movimentos com força e potência necessárias para a modalidade esportiva;
  • Auxiliará na redução do tempo de determinado gesto esportivo, ou seja, o desenvolvimento da velocidade;
  • Provocará adaptações como: hipertrofia cardíaca, bradicardias, alterações respiratórias (aumento no consumo de oxigênio) e elevação da taxa metabólica basal.

Em relação às adaptações morfológicas, os exercícios cardiovasculares causam efeitos a curto e a longo prazo nos atletas. A curto prazo proporciona aumento do trabalho cardíaco com o objetivo de atender a demanda metabólica. 

A longo prazo, os exercícios provocam a remodelação cardíaca, aumentando a capacidade de produção de energia. Estas alterações nos atletas são conhecidas como “coração de atleta”.

A bradicardia sinusal, ou seja, a diminuição da frequência cardíaca, é mais encontrada em atletas e ocorre devido a uma alteração do sistema nervoso autônomo parassimpático no coração e a diminuição na sensibilidade dos receptores da adrenal. 

5 melhores exercícios de Cardio para atletas 

1. Deslocamentos na escada de agilidade

Material: escada de agilidade

exercícios-de-cardio1

Execução: Pode ser realizado os deslocamentos com joelhos altos alternadamente. Afastando e unindo os joelhos com semi-agachamentos, movimentos de tesoura, deslocamentos para frente e para trás. 

As variações vão depender do objetivo que se quer atingir aliado a característica de cada modalidade esportiva.

2. Corrida

exercícios-de-cardio2

A corrida, sem dúvidas, é uma das melhores opções para melhorar o condicionamento cardiorrespiratório. O volume e a intensidade vão depender do objetivo proposto e do condicionamento físico individual. Alguns exemplos:

Corrida estacionária: Sem sair do lugar, com as pernas paralelas, levante o braço direito e o pé esquerdo ao mesmo tempo. É importante que os joelhos subam até os quadris e os membros superiores flexionam ao lado do corpo acompanhando o movimento rítmico.

Corrida com resistência: A ideia é colocar uma resistência elástica e realizar a corrida estacionária vencendo a resistência da faixa elástica. Pode ser realizada várias séries de curta duração e alta velocidade ou de maneira contínua por um tempo maior. A característica de cada corrida dependerá do objetivo proposto.

3. Polichinelo

polichinelos

Posição inicial: Posição ereta, com os membros inferiores unidos e os membros superiores estendidos ao longo do corpo.

Execução: Salte sem sair do lugar. Os braços devem acompanhar o movimento, sendo elevados acima da cabeça ao mesmo tempo que os membros inferiores se afastam e voltam a se encontrar em um pequeno salto.

4. Pular corda

pular-corda

Pequenos saltitos que podem ser modificados dependendo da coordenação do atleta. Muito utilizada pelos atletas boxeadores: Single under: passada da corda uma vez sob os pés e double under, passada da corda duas vezes sob os pés.

5. Saltos no step

saltos-no-step

Esse é um dos exercícios cardiovasculares mais dinâmicos. 

Posição inicial: Na posição ereta, pés paralelos e alinhados com o quadril e membros superiores ao longo do corpo.

Execução: Flexione os joelhos, ligeiramente o tronco levando os braços para frente. Salte à frente e para cima do step, levando os braços para trás. Aterrisse com os joelhos semiflexionados. A intensidade pode diminuir ou aumentar de acordo com a altura do step e velocidade de execução do exercício.

3 dicas para trabalhar com atletas profissionais

Dica 1: Seja qualificado

Capacitar-se com cursos de treinamento desportivo, fisiologia do exercícios e outras disciplinas fará com que você tenha mais segurança e domínio durante sua prática dos exercícios de cardio e demais movimentos. Dessa forma, a leitura de artigos científicos ajudará neste processo de desenvolvimento da prática desportiva com respaldo da ciência.

Dica 2: Saiba motivar

A motivação é um ponto crucial na prática de exercícios físicos e com atletas não é diferente. Saber corrigir e incentivar a melhora do desempenho a cada sessão de treino de maneira positiva fará com que o atleta confie cada vez mais em seu treinador e estará mais disposto a quebrar recordes.

Dica 3: Respeite a individualidade

Independente se a modalidade é individualizada ou coletiva, cada atleta terá ritmo de desenvolvimento e capacidades a serem exploradas. Portanto, em determinadas fases do treinamento, haverá o planejamento individual e em outras, o planejamento em equipe, porém sempre pensando nas particularidades de cada um.

Conclusão

Os exercícios de cardio são fundamentais na rotina de trabalho com atletas, independente da modalidade desportiva. Estratégias como frequência, volume, intensidade e planejamento deste exercícios dependerão de um profissional de educação física capacitado para atender as demandas dos atletas no esporte. 

Somente este profissional, juntamente com uma equipe do esporte conduzirá de maneira positiva um treinamento de cardio com sucesso.

Aprenda tudo sobre o Treinamento Funcional e saiba como ajudar seus alunos no emagrecimento e na melhoria do condicionamento físico, através de um e-book gratuito, disponibilizado pelo Grupo VOLL.

Essa técnica visa utilizar os movimentos naturais das pessoas, como correr, pular, agachar, puxar e assim por diante, possibilitando um desenvolvimento corporal mais homogêneo, ou seja, completo.

Ficou interessado? Clique aqui e tenha acesso exclusivo!

Referências Bibliográficas

CHEN, Jiyan. RESPOSTA CARDIOVASCULAR DE ATLETAS EM DIFERENTES CONDIÇÕES DE TREINAMENTO. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, v. 28, n. 1, p. 34-36, 2022.

FONSECA, Virgínia. A bradicardia como sinal de elevada performance do atleta. 2018.

MONTEIRO, Artur Guerrini; EVANGELISTA, Alexandre Lopes. Treinamento funcional: uma abordagem prática. Phorte Editora LTDA, 2011.

POÇAS, Ricardo Daniel et al. Treinamento funcional como método de treinamento de atletas de alto rendimento. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício. São Paulo. Vol. 12, no. 77 (set./out. 2018), p. 694-700, 2018..

ZHANG, Xiumei. CAMBIOS CARDIOVASCULARES EN ATLETAS CON DIFERENTES NIVELES DE ENTRENAMIENTO. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, v. 28, n. 1, p. 31-33, 2022.