Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Qual o seu melhor email?

Existem diversos acessórios e variações para realizar os exercícios. Entre eles, é possível utilizar as anilhas no Treinamento Funcional e modificar alguns detalhes que podem ser um diferencial para manter os alunos motivados.

Se você está em busca de inovar no Treino, abrir uma academia ou até mesmo variar nos movimentos e manter o bom desempenho dos seus alunos, continue lendo esta matéria e conheça mais sobre esse acessório dinâmico!

O que são as anilhas?

As anilhas são feitas de ferro, sendo que somente o seu revestimento é pintado como forma de dar acabamento. Algumas anilhas possuem revestimento emborrachado em PVC de diferentes cores, algo que pode ser levado em consideração no momento da compra, especialmente porque os valores podem variar.

Vale ressaltar que esse acessório possui uma alta durabilidade e, até mesmo as anilhas olímpicas, têm especificidades como um anel central com maior diâmetro, dando mais eficácia ao uso das barras que também são maiores.

Já as anilhas específicas para serem utilizadas diretamente com as mãos são vazadas, ou seja, existem duas aberturas laterais em toda a sua circunferência.

Além disso, é possível encontrá-las com diferentes pesos, sendo eles de: 3 Kg, 5 Kg, 10 Kg, 20 Kg, 30 Kg e 50 Kg.

Como utilizar as anilhas no Treinamento Funcional?

Uma das principais características das anilhas é a sua flexibilidade, isso significa que elas podem ser utilizadas tanto como halteres quanto como pesos e, como vimos anteriormente, podem ser utilizadas com barra ou até mesmo com as mãos, tudo vai depender do planejamento e, para que ele seja mais efetivo, o primeiro passo é avaliar o tipo de treino que será feito e algumas perguntas podem ajudar a compreender melhor quais serão os objetivos de cada um dos exercícios realizados com as anilhas. Essas perguntas são:

  • Em qual nível o aluno se encontra?
  • O treino será mais leve ou mais pesado?

Também há a possibilidade de trabalhar com elas em qualquer ambiente:

  • Academias;
  • Ao ar livre;
  • Em treinos em casa.

Partindo para a parte prática das aulas, você deve se concentrar em trabalhar o corpo de maneira global, ou seja, os movimentos irão desenvolver as diferentes regiões do corpo, sendo elas:

  • Abdômen;
  • Bíceps;
  • Costas;
  • Peito;
  • Pernas;
  • Tríceps.

As anilhas também proporcionam as seguintes variações dos exercícios, possibilitando movimentos aeróbicos e até mesmo:

  • Afundos;
  • Agachamento;
  • Avanços;
  • Elevações;
  • Encolhimentos;
  • Extensões;
  • Flexões;
  • Prancha;
  • Pull Over;
  • Remada;
  • Supino.

Benefícios das anilhas no Treinamento Funcional

Ao realizar exercícios e suas variações com as anilhas no Treinamento Funcional, o aluno notará diversos benefícios, entre eles:

Conclusão

Utilizar as anilhas no Treinamento Funcional dá ao instrutor algumas opções de exercícios que, quando bem planejados e bem executados, darão ao aluno novos objetivos e o manterá motivado a continuar com a atividade física e, por consequência, a sua qualidade de vida.

Lembre-se de considerar a evolução e a progressão do aluno a partir da avaliação individual, bem como o nível em que ele está naquele momento do treino. Quanto mais detalhada for a escolha do peso, melhor será o seu o rendimento a cada aula.