Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Qual o seu melhor email?

Diante da pandemia do Covid-19, o escritório na sala de casa não é mais uma escolha – ele se tornou uma realidade. Milhares de pessoas das mais diversas áreas estão sendo obrigadas a reconfigurar suas maneiras de trabalhar devido à necessária quarentena. Por isso, esse texto traz algumas dicas de exercícios para quarentena, para que todos possam se manter ativos mesmo ficando em casa. 

Vamos lá?

A realidade do home office e os desafios de encontrar exercícios para quarentena

Mesmo para aqueles que já costumavam trabalhar em casa, esse novo contexto de quarentena nos impõe um desafio: como movimentar o corpo dentro de um apartamento? Com o espaço reduzido e sem aparelhos nem o acompanhamento de um profissional, essa missão pode se tornar desafiadora.

Na realidade contemporânea, é cada vez mais comum que profissionais autônomos como designers, arquitetos, tradutores e até mesmo terapeutas invistam no home office. Por um lado, trabalhar pela internet permite que se trabalhe de qualquer lugar; por outro, isso faz com que a pessoa permaneça numa mesma posição por horas a fio.

Uma das principais dicas de fisioterapeutas e personal trainers está ligada a isso: é fundamental buscar movimentar-se por diferentes espaços. Considerando uma rotina habitual, na qual não precisamos enfrentar uma pandemia, é interessante tirar um dia da semana para trabalhar em um café próximo, por exemplo. Isso faz bem tanto para o corpo quanto para a mente.

Mas, já que por ora essa não é uma possibilidade viável, listamos alguns exercícios para quarentena que podem salvar você e sua família do sedentarismo e do acúmulo de energia. 

Continue lendo para descobrir!

Saúde física e mental através de exercícios para quarentena

Apesar das dificuldades que essa situação traz, existem opções para praticar exercícios em casa de maneira prática. Veja abaixo 4 dicas de exercícios para quarentena – e sempre que desejar!

Aplicativos:

Os aplicativos para aparelhos móveis podem ser muito úteis durante e mesmo após a quarentena! Para quem está isolado em lugares com natureza, onde ainda é permitido sair para se exercitar, uma ótima opção é o Nike Training Club, que reúne práticas de 15, 30 e 45 minutos. Ele conta com opções de exercícios que não necessitam de equipamentos e baterias de exercício voltadas ao ar livre.

Exercícios de baixo ou médio impacto:

Apesar disso, se você (como a grande a maioria da população) está confinado em um espaço fechado, existem muitos outros tipos de exercícios que podem ser feitos. Yoga e alongamentos, por exemplo, são práticas de impacto moderado que proporcionam um grande bem estar e fortalecem a estrutura muscular. Dessa maneira, você estará ajudando seu corpo e sua mente!

Aulas online:

Também existe a possibilidade de acompanhar profissionais de Educação Física que se adequaram ao trabalho online. Um exemplo disso é o professor Marcelo Strufaldi, que promove aulas pelo Facebook com a proposta de contribuição espontânea, com valor sugerido de R$ 10, todos os dias às 9h da manhã.

Dança:

Outra iniciativa gratuita e periódica são as aulas de dança contemporânea e alongamento do Viiva Lab!, espaço localizado em Pernambuco que busca a conexão entre corpo, mente e espírito. Às quartas e aos domingos, sempre às 10h da manhã, são oferecidas três vídeo-aulas gratuitas para quem está em casa. O objetivo, aqui, é focar em pessoas sem experiência com dança, para que elas possam se alongar e experimentar exercícios de consciência corporal.

Guias de treinamento

Existem iniciativas na internet para todos os públicos, como para pessoas mais velhas, por exemplo. Algumas, inclusive, são especificamente pensadas para aumentar a imunidade e criar resistência física – aspectos fundamentais nesse momento.

Um exemplo disso são conteúdos como um guia de treinamento funcional para idosos, com a explicação de quais exercícios são adequados para suas pretensões e faixa etária. É importante, aí, que exista uma boa conversa sobre o que são treinamentos funcionais, sensório-motor, treinamento integrado.

Manutenção da saúde mental através de exercícios na quarentena

A verdade é que, diante dessa situação tão inusitada, a prática de exercícios físicos funciona tanto como um fator desestressante, como também ajuda a criar uma sensação de rotina. Acima estão citadas algumas iniciativas brasileiras, mas no mundo todo as pessoas estão preocupadas com o bem-estar de quem está em casa. 

Um grupo francês de AfroFunk, por exemplo, programou um calendário de aulas online para quem sempre quis aprender danças africanas e nunca teve a oportunidade. O Afrovibe Dance Workout, criada por Doris Marté, cria uma mistura de danças afro, caribenhas e brasileiras e tem conquistado muita gente que gosta de se exercitar dançando. No grupo, é possível fazer as aulas gratuitas para iniciantes ou aderir a aulas particulares.

Além dos cuidados físicos: atenção com hackers na quarentena!

Recentemente, muitas pessoas têm reclamado de invasões em suas contas em redes sociais. O que está acontecendo é que hackers mal intencionados se aproveitam da insegurança social e utilizam falsos sites de exercícios, receitas e notícias voltadas sobre o Covid-19 para implantar vírus digitais e aceder ao seu computador.

A melhor forma de combater uma possível invasão é entrar somente em sites confiáveis ou que foram recomendados por alguém. Mas, nesses dias de confinamento, onde a internet é a nossa maior aliada, nem sempre isso é possível. 

Outra possibilidade é se utilizar de uma VPN, uma rede privada virtual na qual você estabelece uma conexão própria dentro de qualquer rede de internet sem fio. Assim, mesmo trabalhando em casa pela internet, o usuário fica protegido contra invasões. Isso também permite que de você acesse, inclusive, sites de exercícios de outros países – que poderiam não estar liberados para o Brasil.

E se a ideia de exercícios para quarentena não me agrada?

Tudo bem! O importante, especialmente nesse momento de confinamento, é cada pessoa sentir-se bem e confortável. Contudo, passar longos períodos de tempo diante do computador pode trazer consequências sérias para coluna, pulso e pescoço.

Por isso, a marca inglesa The Body Shop, por exemplo, criou um pequeno manual de alongamento rápido e preciso para quem não gosta de fazer exercícios físicos sozinho, mas precisa passar muitas horas diante de uma tela.

Conclusão

Diante do que foi exposto no texto e das dicas citadas, percebemos que é, sim, possível manter-se ativo mesmo durante a quarentena. Em dias de home office, é essencial manter uma rotina e, é claro, incluir exercícios físicos no dia a dia. 

Você conhece outros exercícios para quarentena? Comente abaixo!