Share, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Posted in:

Especial Dia do Profissional de Educação Física – Qual a importância da Educação Física?

Historicamente a Educação Física sempre esteve muito ligada às ciências humanas e do esporte. O corpo analisado em suas diferentes dimensões era entendido como a via de interação entre homem e sociedade.

Mas afinal o que é Educação Física? Qual sua real importância nas escolas, na vida das pessoas? O que faz os profissionais dessa área? Quais as áreas de atuação? Aqui, preparamos para você estudante, profissional, futuro professor e interessado um guia completo sobre esta belíssima e apaixonante profissão, seus desafios, seus benefícios e suas perspectivas.

O Que é Educação Física?

Podemos dizer que a Educação Física é uma disciplina acadêmica que estuda as diferentes formas e expressões corporais. Embora o significado de Educação Física seja abrangente, a definição de um artigo do Professor Dr. Valdir Barbanti da Escola de Educação Física e Esporte de Ribeirão Preto – USP, a define simplesmente como uma pessoa pensa, educa, disciplina e treina o seu corpo.

E quando falamos de Educação Física Escolar podemos ir mais além, pois essa disciplina engloba atividades de aprendizagens recreativas como as brincadeiras, os jogos, as danças, o comportamento em grupo ou individual e a qualidade de vida. Não é por menos que o objeto de estudo dessa disciplina é o movimento humano e suas inferências para o mesmo.

Quais os Objetivos da Educação Física

De acordo com o Plano Nacional de Educação Física e Desporto, essa disciplina tem como finalidade o equilíbrio e a saúde do corpo, a disposição física para ação e desenvolvimento dos valores morais. Já a Política Nacional de Educação Física e Desporto tem como objetivos específicos:

  • O melhoramento da aptidão física dos indivíduos;
  • Ascensão do nível do esporte em todas as extensões;
  • Implantação e aumento da prática dos desportos da população;
  • Elevação do nível técnico – desportivo das representações nacionais;
  • Divulgação dos desportos como forma de utilização do tempo de lazer.

Em outras palavras, a Educação Física atenta para o exercício de qualquer atividade motora, de qualquer movimento que envolva o corpo humano e sua relação com o meio.

Cuidados Que Todo Educador Físico Deve Ter Com Seus Alunos

Os profissionais da área de Educação Física são preparados para ensinar e estar alerta em relação à prática de atividades e exercícios físicos de nossos alunos. Desfrutam horas e horas de aulas de primeiro socorros, anatomia e fisiologia do exercício e estágios. Tudo para passar de forma correta, segura e responsável as atividades propostas, e devem continuar a se especializar e se atualizar sempre, pois é dever supervisionar, coordenar e orientar os alunos seja na academia, na escola ou em um evento recreativo.

Executar corretamente os movimentos corporais é essencial para que o aluno obtenha resultados satisfatórios e evitar uma possível lesão. Somos promotores da saúde, da prática de exercícios, dos esportes, da recreação e das danças, porém não somos aptos e também não podemos receitar dietas, suplementos, medicação, ou passar exercícios para lesões.

Desse modo, se ocorrer algum acidente durante a aula o que fazer?

Deve-se acalmar o aluno e não deixar ele se mover até a chegada de uma ambulância e também o professor deve acompanhá-lo até a unidade de saúde, pois foi na aula dele que ocorreu o acidente e somente o mesmo conseguirá explicar o que houve.

Importante: em hipótese alguma subestime o choro de um aluno, investigue sempre o motivo do choro. Acidentes sempre ocorrem principalmente em aulas de Educação Física, mas o mais importante é manter a calma e sempre ficar alerta. 

Ética na Educação Física

O profissional de Educação Física é um profissional graduado por uma Instituição de Ensino Superior, responsável por desenvolver hábitos físicos, prescrever atividades, orientar e acompanhar aqueles que se inserem no domínio da prática da atividade física ou desportiva.

No entanto, para que esse profissional seja bem sucedido é fundamental que o mesmo atue com ética, porque a prática da ética aumenta as chances de oportunidades, além de melhorar a credibilidade do profissional diante a sociedade e aumentar seu valor profissional.

O código de Ética dos Profissionais da Educação Física, em seus capítulos II (artigos 4°e 5°) e II (artigos 6° e 7°), apresentam os princípios éticos que norteiam a profissão e elencam as responsabilidades e deveres inerentes à mesma. Todos os graduandos e formados em Educação Física deveriam estudar e refletir sobre esses princípios:

Capítulo II
Dos Princípios e Diretrizes

Art. 4º – O exercício profissional em Educação Física pautar-se-á pelos seguintes princípios:

  1. o respeito à vida, à dignidade, à integridade e aos direitos do indivíduo;
  2. a responsabilidade social;
  3. a ausência de discriminação ou preconceito de qualquer natureza;
  4. o respeito à ética nas diversas atividades profissionais;
  5. a valorização da identidade profissional no campo da atividade física;
  6. a sustentabilidade do meio ambiente;
  7. a prestação, sempre, do melhor serviço, a um número cada vez maior de pessoas, com competência, responsabilidade e honestidade;
  8. a atuação dentro das especificidades do seu campo e área do conhecimento, no sentido da educação e desenvolvimento das potencialidades humanas, daqueles aos quais presta serviços.

Art. 5º – São diretrizes para a atuação dos órgãos integrantes do Sistema CONFEF/CREFs e para o desempenho da atividade Profissional em Educação Física:

  1. comprometimento com a preservação da saúde do indivíduo e da coletividade, e com o desenvolvimento físico, intelectual, cultural e social do beneficiário de sua ação;
  2. atualização técnica e científica, e aperfeiçoamento moral dos profissionais registrados no Sistema CONFEF/CREFs;
  3. transparência em suas ações e decisões, garantida por meio do pleno acesso dos beneficiários e destinatários às informações relacionadas ao exercício de sua competência legal e regimental;
  4. autonomia no exercício da Profissão, respeitados os preceitos legais e éticos e os princípios da bioética;
  5. priorização do compromisso ético para com a sociedade, cujo interesse será colocado acima de qualquer outro, sobretudo do de natureza corporativista;
  6. integração com o trabalho de profissionais de outras áreas, baseada no respeito, na liberdade e independência profissional de cada um e na defesa do interesse e do bem-estar dos seus beneficiários.

Capítulo III
Das Responsabilidades e Deveres

Art. 6º – São responsabilidades e deveres do Profissional de Educação Física:

  1. promover uma Educação Física no sentido de que a mesma se constitua em meio efetivo para a conquista de um estilo de vida ativo dos seus beneficiários, através de uma educação efetiva, para promoção da saúde e ocupação saudável do tempo de lazer;
  2. zelar pelo prestígio da Profissão, pela dignidade do Profissional e pelo aperfeiçoamento de suas instituições;
  3. assegurar a seus beneficiários um serviço profissional seguro, competente e atualizado, prestado com o máximo de seu conhecimento, habilidade e experiência;
  4. elaborar o programa de atividades do beneficiário em função de suas condições gerais de saúde;
  5. oferecer a seu beneficiário, de preferência por escrito, uma orientação segura sobre a execução das atividades e dos exercícios recomendados;
  6. manter o beneficiário informado sobre eventuais circunstâncias adversas que possam influenciar o desenvolvimento do trabalho que lhe será prestado;
  7. renunciar às suas funções, tão logo se verifique falta de confiança por parte do beneficiário, zelando para que os interesses do mesmo não sejam prejudicados e evitando declarações públicas sobre os motivos da renúncia;
  8. manter-se informado sobre pesquisas e descobertas técnicas, científicas e culturais com o objetivo de prestar melhores serviços e contribuir para o desenvolvimento da profissão;
  9. avaliar criteriosamente sua competência técnica e legal, e somente aceitar encargos quando se julgar capaz de apresentar desempenho seguro para si e para seus beneficiários;
  10. zelar pela sua competência exclusiva na prestação dos serviços a seu encargo;
  11. promover e facilitar o aperfeiçoamento técnico, científico e cultural das pessoas sob sua orientação profissional;
  12. manter-se atualizado quanto aos conhecimentos técnicos, científicos e culturais, no sentido de prestar o melhor serviço e contribuir para o desenvolvimento da profissão;
  13. guardar sigilo sobre fato ou informação de que tiver conhecimento em decorrência do exercício da profissão;
  14. responsabilizar-se por falta cometida no exercício de suas atividades profissionais, independentemente de ter sido praticada individualmente ou em equipe;
  15. cumprir e fazer cumprir os preceitos éticos e legais da Profissão;
  16.  emitir parecer técnico sobre questões pertinentes a seu campo profissional, respeitando os princípios deste Código, os preceitos legais e o interesse público;
  17. comunicar formalmente ao Sistema CONFEF/CREFs fatos que envolvam recusa ou demissão de cargo, função ou emprego motivadas pelo respeito à lei e à ética no exercício da profissão;
  18. apresentar-se adequadamente trajado para o exercício profissional, conforme o local de atuação e a atividade a ser desempenhada;
  19. respeitar e fazer respeitar o ambiente de trabalho;
  20. promover o uso adequado dos materiais e equipamentos específicos para a prática da Educação Física;
  21. manter-se em dia com as obrigações estabelecidas no Estatuto do CONFEF.

Além das condutas referidas pelo código de ética formal dos profissionais da Educação Física, existem outras de caráter informal, com o mesmo nível de importância para a boa prática da Educação Física. São elas:

  • ser pontual;
  • explicar o que será feito na aula para o(s) aluno(s);
  • não opinar sobre um treinamento físico planejado por um colega de profissão sem saber em qual contexto o mesmo foi criado;
  • quando for substituir um colega respeitar a sua forma prévia de trabalho com aquele aluno ou turma;
  • sempre que entrar em uma sala de aula pedir licença e cumprimentar com respeito o professor que lá já se encontra bem como seu aluno ou sua turma;
  • nunca abordar um aluno de outro colega de profissão oferecendo serviço mais barato sem seu consentimento.

Agindo dessa maneira, se estabelece um código de conduta profissional que dignifica coletivamente a profissão e eleva a credibilidade dos serviços prestados pelos Profissionais da Educação Física à sociedade.

As Diferenças Entre Educação Física e Ciências do Esporte

As Ciências do Esporte pertence às áreas do conhecimento humano, ligada aos estudos das técnicas e métodos usados no treinamento e na preparação física de indivíduos e equipes para competições esportivas.

Já Educação Física é uma das áreas do conhecimento humano, ligada às práticas corporais historicamente produzidas pela humanidade. Ela está ligada ao processo pedagógico que visa à formação do homem capaz de conduzir-se plenamente em suas atividades, trabalha num sentido amplo, com prevenção de determinadas doenças.

É um termo usado para designar tanto o conjunto de atividades físicas e exercícios físicos não competitivos e esportes com fins recreativos quanto à ciência que fundamenta a correta prática destas atividades, resultado de uma série de pesquisas e procedimentos estabelecidos.

Há ainda uma ambiguidade acerca das duas graduações, é muito comum pessoas confundirem o curso de Ciências do Esporte com Educação Física. O mercado de trabalho do profissional do Esporte é mais restrito do que os profissionais de Educação Física, comumente costuma atuar como técnico ou preparador físico de atletas ou equipes. Tanto o bacharel em Ciências do Esporte como o bacharel em Educação Física geralmente disputam as mesmas vagas no mercado de trabalho.

Qual a Importância da Educação Física Para a Sociedade

A sociedade está evoluindo muito rápido e junto com ela o modo de vida humano, as pessoas estão muito atarefadas, com tempo mínimo e sempre na correria, no estresse, nas cobranças e pressões que suas ocupações acarretam.

Nesta mesma sociedade, encontramos jovens, adultos e idosos, tediosos, ansiosos, preocupados, indisciplinados, angustiados, muitos fazendo uso de substâncias ilícitas e é neste cenário que temos que introduzir atividades físicas.

Ou seja, a importância da Educação Física para a sociedade vai muito além de estética, engloba saúde pública, por isso o educador físico é um profissional da saúde que contribui para o desenvolvimento da qualidade de vida humana. São responsáveis por estimular hábitos saudáveis para as pessoas. Médicos da área da saúde mental, psicólogos, psicanalistas receitam sempre a atividade física como parte fundamental de um tratamento.

Médicos endocrinologistas, cardiologistas, nutrólogos, nutricionistas, e tantos outros especialistas, orientam a prática constante de exercícios físicos para a manutenção e até mesmo cura do corpo. São muitas doenças que estão ligadas a não prática de exercícios físicos, daí a importância da Educação Física nas escolas, nas universidades, nos hospitais, nas empresas privadas e públicas, nos centros de lazer, isto é, como um todo para a sociedade.

Conclusão

Ao mesmo tempo em que a mídia apela cada vez mais por um padrão de beleza único, e também as pessoas estão mais conscientes da busca de uma boa saúde e do bem-estar associados às atividades físicas, vem crescendo o número de jovens obesos e sedentários.

Por isso, os profissionais de Educação Física tem um papel importante como agentes transformadores e atuantes na sociedade. Cabem a vocês a divulgação da importância da saúde corporal e mental através dos exercícios, esportes, danças e movimentos físicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *