Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Qual o seu melhor email?

Engana quem pensa que proteger os dentes durante a prática de exercícios físicos é uma atitude que deve ser ignorada. A manutenção do corpo para uma qualidade de vida não está só relacionada em manter o organismo ativo e uma alimentação equilibrada, mas também em ter uma boa saúde bucal.

Que os exercícios físicos beneficiam os músculos do peito, extremidades inferiores e superiores, e os órgãos vitais nós já sabemos. Mas você sabia que proteger seus dentes durante a realização de esportes, seja de baixo ou alto impacto, pode ajudar no controle de doenças bucais?

É importante frisar a importância da saúde de toda a arcada dentária. Isso porque, ao realizar exercícios, caso não tenha uma rotina de cuidados específicos – geralmente receitados por um dentista de um plano dental ou particular, é possível desenvolver desgastes e, até mesmo, tendência ao surgimento de doenças.

Continue lendo e confira as dicas importantes que preparamos para você cuidar do seu sorriso enquanto pratica atividades físicas!

Como a proteção dos dentes é afetada com os exercícios?

De acordo com especialistas, os atletas produzem menos salivação durante um treino em comparação com pessoas que não se envolveram em exercícios vigorosos.

Nesse sentido, vale lembrar que a limpeza natural dos dentes é uma das funções da saliva. 

Além disso, a saliva dos atletas é mais alcalina e possui maior tendência na formação de placa bacteriana e tártaro.

Os estudiosos também descobriram que os atletas tiveram uma quantidade de erosão dentária maior do que a do outro grupo. Isso pode levar a alterações na cor dos dentes e uma maior sensibilidade dentária.

Além disso, os esportistas também são mais propensos à cárie dentária

Existem várias razões para esses problemas bucais em atletas. Uma é a comida, que inclui geralmente bebidas adoçadas, e a outra é porque, ao utilizar cargas e fazer um esforço maior, muitas pessoas tendem a ranger os dentes.

Nesses casos, o mais indicado é visitar um dentista e pedir por uma avaliação total da boca para ter a certeza de que a proteção dos dentes está garantida, independente se você é atleta ou não.

Respirar pela boca pode afetar o desempenho?

A mordida esportiva é um reflexo involuntário em que toda a arcada dentária é submetida às forças que o corpo realiza sem que o atleta perceba. Isso porque a prática dos esportes exigem um esforço de outras partes do corpo, como:

  • Braços;
  • Pernas;
  • Tórax;
  • Glúteos.

Este poder é complementado pela respiração oronasal, sendo que a inspiração e a expiração são os reguladores da oxigenação do organismo.

Se houver alguma forma de desequilíbrio, essa prática pode causar múltiplas lesões tanto em atletas amadores quanto profissionais.

Ao visitar uma clínica odontológica, é possível descobrir se existem pré-disposições para que a respiração seja ainda mais defasada, como, por exemplo, a existência de dentes separados (ou diastemas). 

Como resultado, a respiração pode ser melhor controlada durante a atividade física, com objetivo de proteger os dentes e evitar complicações posteriores.

Um médico que trata distúrbios do sono pode revisar o diagnóstico com um especialista em odontologia. A solução pode estar relacionada à respiração bucal, o uso de placas intraorais e outros tratamentos.

Para garantir o desempenho competitivo, os atletas não precisam se preocupar com o custo das consultas, afinal, caso possuam plano dental, é possível realizar tratamentos de forma gratuita.

Por que proteger os dentes ao praticar exercícios?

Mesmo havendo esses riscos, é importante dizer que, ao invés de parar as atividades físicas, é importante apenas fazer alguns reparos nos movimentos e rotinas de cuidados bucais.

Confira algumas dicas de como proteger seus dentes e gengiva:

1. Boa higienização

Ao ter uma boa higiene bucal, é possível remover todos os resquícios dos suplementos utilizados e outros alimentos como barras de proteína.

Dessa forma, o acúmulo de placas e o aparecimento de cáries é evitado e os seus dentes permanecem fortes e saudáveis.

Atletas que consomem bebidas energéticas devem escolher uma pasta de dente menos abrasiva para evitar que a superfície do dente fique danificada.

2. Mantenha-se hidratado

Durante os treinos, é comum que a pessoa tome mais água. Além de ser importante também se manter hidratado ao longo do dia. 

Assim, será possível aumentar a produção de saliva e evitar doenças e halitose.

3. Tenha acompanhamento de um profissional

Consulte seu dentista pelo menos a cada seis meses para detectar e tratar prontamente quaisquer possíveis problemas.

É importante dizer que, caso você seja um atleta profissional, existem dentistas esportivos que podem ajudar a manter seu sorriso saudável.

Conclusão

Manter os dentes protegidos é sinônimo de qualidade de vida e saúde bucal em dia. Além de seguir recomendações básicas, como escovar os dentes de três a quatro vezes por dia e sempre utilizar o fio dental durante esse procedimento, é necessário fazer consultas periódicas com um dentista, para que esse profissional faça o acompanhamento do seu quadro e saiba orientá-lo em qualquer tipo de procedimento.

Caso você tenha um convênio odontológico, busque pela rede credenciada e obtenha um tratamento ainda mais especializado. 

Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.