Share, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Posted in:

Pilates no Emagrecimento Realmente Funciona?

Muitas pessoas procuram métodos que possam auxiliar para a perda de peso, dentre essas opções, existe o Pilates no emagrecimento.

O Pilates possui inúmeros benefícios, como a melhora das dores em gerais, melhora da postura, aumento da força e flexibilidade, mas muitos perguntam se ele realmente proporciona a perca de peso, ou se o Pilates no emagrecimento é mesmo eficaz.

Pensando nisso, preparamos esse texto para te explicar como funciona o Pilates no emagrecimento e se o Método realmente é eficaz para este fim, confira a seguir!

Pilates no Emagrecimento?

pilates-no-emagrecimento-1

O Pilates no emagrecimento funciona assim como qualquer outra atividade física, mas o principal foco do Método não é a perca de peso, por isso sempre devemos informar o aluno que o Pilates no emagrecimento vai ser um pouco menor se comparado a outras atividades físicas mais intensas.

Devemos nos atentar a algumas coisas quando temos por objetivo o Pilates no emagrecimento. Por exemplo, a seleção de exercícios, considerando o gasto energético não somente durante o movimento, como pós-exercício e a intensidade de cada movimento escolhido.

Ao falar de intensidade, estamos nos referindo ao esforço exercido pelo aluno para realizar um determinado exercício, ou seja, quanto maior o esforço para executar o Método, maior será a intensidade.

Geralmente o maior gasto energético do Pilates no emagrecimento não é durante os exercícios, mas sim após ele, onde a energia gasta para recuperar-se dos movimentos tende a ser maior do que a gasta durante a realização do mesmo.

Por isso, quando escolhemos um exercício de Pilates no emagrecimento para nossos alunos devemos nos preocupar não somente com o gasto energético durante a execução do mesmo, mas o gasto energético induzido pós-exercício de Pilates no emagrecimento.

A dor que sentimos no dia seguinte é devido ao dano tecidual causado pelo movimento. Esse dano provoca um grande impacto na taxa metabólica basal, essa taxa é referente ao gasto energético que uma pessoa tem para manter suas atividades do cotidiano, e a reparação desse dando gera um alto gasto energético, contribuindo para que esse gasto continue pós-exercícios por em média um período de 24 horas.

Melhores Exercícios de Pilates no Emagrecimento

pilates-no-emagrecimento-2

Um bom exercício aeróbio de Pilates no emagrecimento pode ser feito através da utilização da Jump Board, com ela você pode desenvolver um treino de cardio usando os princípios da pliometria, construindo velocidades variadas.

Incorporar cerca de 15 a 20 minutos de Jump board você pode elevar a Frequência cardíaca e treinar coordenação, além de ser um exercício divertido. Outros benefícios proporcionados são a queima de calorias, fortalecimento muscular, melhora da resistência.

Com ela você tem exercícios com inúmeras variações. Podem ser realizados saltos com as duas pernas, saltos com alternância de pernas, saltos com uma perna, simular corrida no lugar, pode associar exercícios de membro superiores com utilização do magic circle, faixas elásticas, toning Ball.

A música pode ser associada para ter um divertimento extra, pode até ser montada uma coreografia. Com toda essa variedade, a Jump Board pode proporcionar um desafio aeróbio por fazer com que o aluno não descanse entre os saltos, exigindo maior ativação de pernas braços e abdômen.

Na tentativa de contribuir com a diminuição do sobrepeso, nós que trabalhamos com Pilates podemos incluir e estimular atividades de cardio ou aeróbias.

Isso pois o Pilates é uma atividade em rápido crescimento, em parte porque atende as necessidades como melhora das dores, postura, fortalecimento, tonificação muscular, além de não ter alto impacto.

Assim, por motivo de a maioria das pessoas com sobrepeso não poderem fazer outras atividades como: correr devido ao alto impacto gerado nas articulações correndo risco de causar lesões.  Os exercícios com a Jump Board é uma ótima alternativa, pois tem baixo impacto e trabalha cardio. Ela também pode ser incorporada em um treino de circuito.

Ressaltando que devemos fazer sempre os dois tipos de treino/aula, a aeróbia e a anaeróbia, pois o nosso dia-a-dia é composto por atividades mistas.

Associando os dois tipos de treino teremos uma melhora da resistência cardiorrespiratória, fortalecimento dos músculos, desaceleração da perda de massa muscular, evitando a perda de massa óssea, melhora do alongamento e da flexibilidade, e não menos importante a perca de peso.

Tempo Necessário para o seu Aluno Atingir os Objetivos

pilates-no-emagrecimento-3

Devemos sempre lembrar que a perda de peso é um processo constante e lento.

Para responder essa pergunta mais precisamente, precisamos fazer alguns cálculos, afinal, não é tão simples determinar em quanto tempo que você alcançará seu objetivo, pois depende de vários fatores.

Por exemplo, para perder 1Kg é necessário eliminar 7.700 calorias. Com reeducação alimentar você pode eliminar em média 600 calorias por dia, com uma atividade física como o Pilates, você eliminará cerca de 300 calorias por aula e com a atividade aeróbia, o gasto calórico pode variar de 300 a 500 calorias por aula.

Por isso que ao combinar esses mecânicos do Pilates no emagrecimento, obtemos um melhor resultado. Com reeducação alimentar associada com outra atividade física qualquer, em aproximadamente 15 dias conseguiremos perder 1 Kg. Esses valores são uma estimativa, pois são vários fatores que influenciam o metabolismo.

Temos que ter conhecimento que o peso que mensurável por uma balança equivale a nossa massa corporal total. Esse peso não dizer se a pessoa emagreceu ou não, pois a nossa massa corporal é fracionada em massa muscular e massa de gordura.

Por exemplo: se você realiza um treino por cerca de um mês e o seu corpo substitui 1kg de gordura por um 1kg de músculo, ao subir na balança irá perceber que não houve mudança no peso total, gerando uma falsa crença de que o treino não teve resultados.

Porém isso pode ser notado através das medidas corporais, porque a massa de gordura ocupa um volume maior tendo menor densidade, o contrário ocorre com a massa muscular, sendo ela menos volumosa e mais densa.

É importante lembrar que quanto maior a quantidade de massa magra, mais acelerado será seu metabolismo, consequentemente mais rápido será gasto de gordura.

Isso acontece porque o tecido muscular em repouso gasta em média de 2 a 3 vezes mais do que o tecido adiposo. Por exemplo, se você ganhar 0,5 kg de músculos, queimara cerca de 30 a 50 calorias a mais por dia.

Pode demorar um pouco para alcançar a perda de peso desejada somente com o Pilates. Mas como vimos anteriormente se associado com outra atividade física e com uma reeducação alimentar, esse processo pode se tornar mais rápido do que o esperado.

Pilates Emagrece Mais que Musculação?

pilates-no-emagrecimento-4

Tanto o Pilates como a musculação trabalham a força muscular, mas de formas diferentes. A musculação trabalha com carga (pesos) submáxima, o que gera a hipertrofia do músculo. Já o Pilates utiliza as molas e o peso do seu próprio corpo como resistência, o que gera o aumento da força muscular, mas sem hipertrofia.

Como os exercícios do Pilates no emagrecimento exigem maior flexibilidade, consequentemente ao realizar o exercício você estará alongando, enquanto na musculação os exercícios trabalham somente uma determinada região enquanto o resto corpo fica estático.

Outra diferença é o equilíbrio e a coordenação proporcionado pelo Pilates devido a algumas posturas realizadas para execução de determinados exercícios. Basicamente essas são as principais diferenças entre o Pilates e a musculação.

Contudo, nem o Pilates e nem a musculação são exercícios aeróbios, ou seja, tanto o Pilates quanto à musculação, gastam em média 300 calorias por aula, ou seja, eles estão na mesma categoria quando se trata de emagrecimento.

Mas se instrutor de Pilates conseguir conciliar um exercício a outro, numa velocidade adequada e por um período de tempo ideal, ele transformará a aula em um treino aeróbio.

O ponto positivo de atividades como a musculação e o Pilates é o gasto enérgico que tem após o exercício que pode durar em média 24 horas após a realização do exercício, mantendo o metabolismo acelerado aproximadamente 12% até 15 horas pós-treino e 7% nas horas seguintes.

Diferente dos exercícios aeróbios que proporcionam um alto gasto calórico durante a realização do exercício, mas infelizmente esse gasto continua até 1hora após o termino do exercício, eliminando aproximadamente 15 calorias pós-treino.

Como foi dito antes o que vai definir se há um gasto energético maior ou não é a intensidade do exercício.

Conclusão

pilates-no-emagrecimento-5

Concluímos que é possível sim montar uma aula de Pilates com objetivo de ter gasto calórico maior. Podem ser feitas aula utilizando o Jump Board, ou aulas em circuito que podem se montadas de inúmeras maneiras e com focos variados, e aulas de treino intermitentes.

Como vimos o Pilates através de alguns mecanismos pode auxiliar na perda e manutenção da massa de gordura promovendo o aumento do gasto diário de energia, levando consequentemente ao aumentando da massa muscular, elevação do consumo de oxigênio e otimização do processo de mobilização e utilização da gordura, mas se associado com outra atividade aeróbia e/ ou reeducação alimentar pode acelerar esse processo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *