Share, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Posted in:

[ESPECIAL] Exercícios para Deficiente Físico: O exemplo de Cássio Dutra

Hoje, dia 11 de Outubro, é o dia do deficiente físico e para comemorar essa data tão especial, preparamos um texto sobre a prática de atividade física para deficiente físico e mostrar um exemplo de superação para todos, que é o medalhista de Judô e Jiu Jitsu, Cássio Dutra.

A atividade física proporciona para pessoas com deficiência diversos efeitos positivos, tanto no bem físico como no mental. O número de pessoas com deficiência física praticantes de esporte vem aumentando cada vez mais, devido principalmente a politicas de inclusão e conscientização das pessoas.

Breve Relato Histórico

Durante a antiguidade, as pessoas com anomalia, eram classificadas como um perigo para a sociedade, sendo completamente excluídas e abandonadas em locais desérticos.

Do século XI até o século XVI, o preconceito continuou de forma brutal, ocasionando em casos de agressão e exclusão social.

O Pós-Segunda Guerra Mundial foi um grande marco na mudança das leis dos direitos humanos, com isso as pessoas com deficiência tiveram a valorização do direito de ser cidadão como qualquer outro.

A partir do final do século XXI, aconteceram diversas manifestações e eventos mundiais em defesa dos direitos de pessoas com deficiência e conscientizar as pessoas que eles são seres humano e devem ser tratadas de maneira igual.

No Brasil, somente a partir de 1973, com a criação do CENESP (Centro Nacional de Educação Física), junto a ações do Ministério da Educação e Cultura, garantiram mais direitos aos deficientes.

Benefícios da Atividade Física para o Deficiente Físico

O ser humano está sempre em evolução, buscando a perfeição e isso não é diferente entre as pessoas com deficiência física.

Todo cidadão tem o direito de participar de atividades físicas, mas para que isso aconteça é necessário que ocorra cada vez mais investimentos do Estado e a criação de matérias nas escolas e no curso de Educação Física.

Muitos são os benefícios da atividade física:

  • Inclusão Social;
  • Melhora na Condição Física;
  • Desenvolvimento Motor;
  • Auto-Estima;
  • Maior facilidade para Fazer as Atividades Diárias;
  • Conhecimento de seu Corpo;
  • Troca de Experiências;
  • Dentre outros Benefícios.

Diversos estudos também já comprovaram esses benefícios. Constatando que a prática de atividades físicas ajudam, e muito, na vida do indivíduo.

Barreiras a serem superadas

Com certeza o preconceito é a principal barreira a ser superada por indivíduos com deficiência física, mas não é apenas isso, diversos são os empecilhos na vida dessas pessoas:

  • Desrespeito;
  • Falta de Apoio dos Familiares e de Amigos;
  • Insegurança;
  • Falta de Apoio dos Profissionais do Movimento;
  • Sedentarismo;
  • Falta de Motivação.

Papel do Profissional de Educação Física nos Exercícios para Deficientes

Um problema recorrente que atrapalha a inclusão de deficientes físicos é o fato que muitos profissionais de educação física não aceitam qualquer tipo de aluno em sua sala, alegando não saber lidar com o aluno com necessidade especial, ocorrendo o afastamento dele pelo professor e também por seus colegas.

Apesar da resolução 03/87 ter sido extremamente importante para a inclusão do deficiente físico, introduzindo uma matéria voltada à pessoas com deficiência física no curso de Licenciatura em Educação Física.

Ainda faz-se necessário a criação de mais aulas e palestras sobre atividades físicas para deficientes, para que os profissionais de educação física aprendam cada vez mais em sua graduação como adaptar suas aulas e fazer a melhor abordagem possível com seus aluno. Evitando que situação, como a descrita acima, aconteça novamente.

Concluindo, é necessário que o profissional de educação física tenha uma postura diferenciada com o deficiente físico, sabendo como adaptar as atividades, além de ser um grande motivador para seu aluno.

Cássio Dutra: Um exemplo de Superação

Para exemplificar essa matéria, entrevistamos Cássio Dutra, para falar um pouco de sua história, mostrar as barreiras que ele superou e demonstrar como é possível ter uma vida ativa no esporte, mesmo com condições adversas.

Cássio Dutra, natural de Itanhaém, sempre foi um amante de atividades físicas, conquistando medalhas no Judô e Jiu Jitsu. Hoje Cássio segue sendo atleta, só que paraplégico.

Cássio inicia a entrevista com uma fala muito impactante sobre sua condição.

“Na verdade a gente acaba não sendo deficiente físico, mas sim um eficiente físico.”

Há 5 anos atrás, Cássio sofreu um acidente que o deixou paraplégico. Ele estava indo para São Paulo ao lado de sua mulher, quando colidiu com outro veiculo que estava com os faróis apagados, ocasionando em um grave acidente.

“Eu estava sem o cinto de segurança. então fui projetado 20 metros para fora do carro. Com o impacto no asfalto, eu quebrei minha coluna.”

Cássio precisou passar por uma cirurgia, ficando 5 meses sem praticar atividades físicas. Após esses 5 meses, seu fisioterapeuta liberou o retorno a atividades físicas.

Na época, Cássio tinha uma personal, que indicou o método Pilates para sua reabilitação da coluna.

“Uma coisa é só ver uma pessoa fazer, outra coisa é você fazer. O Pilates fortaleceu tanto o meu tronco que hoje eu faço coisas que pessoas que possuem a minha lesão não fazem.”

Cássio comentou também da dificuldade que encontra em alguns lugares.

“Se eu chego em um lugar que não tem acessibilidade, fazer o que? Infelizmente nem todos os seres humanos pensam no próximo, né? Mas se eu vejo um lugar que eu quero usufruir dele, eu peço ajuda para alguém. Não tenho esse problema.”

Ao final da entrevista, Cássio deixa um recado para todos:

“O recado para a pessoa que não deficientes é olhar com carinho para essas pessoas com deficiência. E o deficiente físico não se sentir menosprezado. É ver uma pessoa encarando um deficiente,  e pensar que a pessoa está admirando o deficiente, não olhando com dó.” 

Hoje, Cássio Dutra é um atleta paraplégico muito ativo nas redes sociais, postando seus vídeos no Youtube e no Facebook, fazendo atividades físicas, como: Crossfit e Pilates. Com esses vídeos, Cássio influencia muitos paraplégicos que ao verem seus vídeos se sentem motivados a praticar atividades físicas.

Confira abaixo alguns dos vídeos postados em seu canal do Youtube.

Exercício Adaptado: Remada Unilateral no Cabo

Treinamento de Peito e Bíceps 

Treino de Crossfit Adaptado

Conclusão

O ser humano está avançando muito na inclusão de pessoas com deficiência física, mas ainda precisamos evoluir muito mais para incluir cada vez mais.

É necessário que as pessoas aprendam sobre inclusão esportiva de deficientes nas escolas, e que principalmente, profissionais de educação física tenham mais matérias sobre esporte adaptado para deficiente físico em seus cursos de graduação.

A incentivação da prática esportiva precisa vir de seus familiares também, dando o suporte necessário para as pessoas com deficiência praticarem atividades esportivas regularmente.

Referencias Bibliográficas
MONTEIRO, Jeane Alves; DA SILVA, Magna Sales. A importância da atividade física para os deficientes físicos: atividade física. 2010. Disponível em: <http://www.efdeportes.com/efd148/atividade-fisica-para-os-deficientes-fisicos.htm>. Acesso em: 10 out. 2018.
BOAVENTURA, Roberta da Silva; CASTELLI, Michele de Souza; BARATA, Tatiana Cristina Rodrigues. Os benefícios da atividade física para apessoa com deficiência. Omnia Saúde, v.6, n.1, p.51-61, 2009.<http://atividadeparaeducacaoespecial.com/wp-content/uploads/2014/07/BENEFICIOS-DAS-ATIVIDADES-FISICAS-PARA-OS-PORTADORES-DE-DEFICIENCIA.pdf> Acesso em: 10 out. 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *